VOLTAR
Como evitar conflitos em uma sociedade empresarial: confira 5 dicas

Em uma sociedade empresarial, a confiança é um requisito chave para parcerias sólidas.

Dessa forma, o planejamento societário e a criação de instrumentos para garantir a segurança entre os constituintes de uma organização se faz essencial.

Além disso, determinados pontos podem ser relevantes na formação de uma sociedade empresarial robusta. 

Neste artigo abordaremos algumas considerações – não apenas jurídicas -  sobre o tema. 

Siga a leitura e saiba mais.

Dica #1 – Afinidade é importante

Escolher um sócio somente por conta do capital que ele tem a oferecer pode ser um erro. Afinal, por conta do seu investimento, ele poderá interferir em decisões que ditam o rumo da empresa.

Dentro deste contexto, encontrar um sócio que esteja em sintonia com o propósito de seu negócio e de suas propostas de trabalho é um dos primeiros pontos que devem ser observados neste processo.

Além disso, estabelecer limites entre as partes em um contrato empresarial - considerando obrigações e direitos de cada um dos membros - é algo muito importante. Converse sempre com o seu advogado.

Dica #2 – Conhecimento para agregar

Habilidades e conhecimentos diferentes também deve ser algo procurado em um ou mais parceiros para compor uma sociedade.

Quando os sócios possuem perfis diferentes, as tarefas podem ser distribuídas e realizadas de maneira independente.

Dica #3 – Defina a participação

Conforme comentado anteriormente, o papel, funções e possibilidades de intervenção de cada sócio devem estar bem definidos desde o início da sociedade. Afinal, a divisão societária é uma etapa INICIAL e de total importância para o negócio em questão.

É indispensável que essa participação seja esclarecida em contrato, pois somente através dele é possível evitar e/ou solucionar eventuais conflitos que possam ocorrer.

O contrato estabelece não somente a participação e os direitos dos sócios, mas também os seus deveres.

É preciso definir tarefas específicas para cada um, esclarecendo que os resultados precisam ser apresentados e discutidos entre todos os membros da sociedade.

O contrato social ou Estatuto Social é o instrumento que sela a união entre os sócios e, por isso, requer atenção e expertise de um advogado em sua elaboração. 

Dica #4 – Tenha paciência e exercite a tolerância

Problemas e imprevistos acontecem todos os dias e é preciso que você saiba equilibrar o que precisa ser discutido com o seu sócio e o que pode ser relevado.

Para evitar desgastes na relação de sociedade, é preciso exercitar o diálogo e a paciência, para que se encontre uma solução de maneira simples e organizada. 

Ser honesto é a base para que o seu negócio tenha sucesso. É importante dialogar sobre o que precisa melhorar, para que juntos possam encontrar soluções que fecham com você, seu sócio e o seu negócio. 

A parceria somente funciona quando existe transparência de todas as partes.

Dica #5 - Conte com uma assessoria jurídica

A falta de uma assessoria jurídica na criação da participação societária pode ocasionar a tomada de decisões negativas, ocasionando danos para o rumo da organização.

Entre os litígios mais comuns em empresas que não contam com o acompanhamento de um advogado estão questões como a divergência de opiniões sobre os rumos da sociedade empresarial, ausência de comprometimento ou entrega de resultados por um dos sócios e, além disso, problemas de relacionamento entre as partes.

Como sempre ressaltamos aos nossos clientes, empresas de qualquer porte devem buscar a assessoria jurídica para a criação de contratos em uma organização, a fim de evitar litígios em uma sociedade empresarial. 

 

Sede Porto Alegre / RS

Av. Senador Tarso Dutra, 605, 3º Andar

Bairro: Petrópolis | CEP: 90690-140

Fone: +55 51 3328 1286 | 3079 9600

Sede Caxias do Sul / RS

Rua Sarmento Leite, 1863

Bairro: Exposição | CEP: 95084-000

Fone: +55 54 3222 0377

Sede Curitiba / PR

Rua Francisco Rocha, 198 | conj 28

Bairro: Batel | CEP: 80420-130

FALE CONOSCO